Deixem a língua em paz

Acabei de ler uma notícia chocante. Então não é que a editora do autor Roald Dahl está a reeditar os seus livros, que já são clássicos da literatura infantil, de forma a torná-los politicamente correctos? Pois é, parece que já não se pode dizer que um personagem é gordo ou feio e, numa das histórias,Continue a ler “Deixem a língua em paz”

Usem Fones

No rescaldo da época balnear que agora termina, venho falar-vos de um novo flagelo com que me deparei em várias praias portuguesas e que podem dar cabo de um dia à beira-mar. Como se não nos bastassem o vento a levantar areia e chapéus-de-sol, as motas de água a zumbirem aos ouvidos como melgas ouContinue a ler “Usem Fones”

Educação contra o racismo

A propósito de uma notícia do momento, em que certa celebridade arrasou uma mulher que fez um comentário racista sobre os seus filhos, decidi escrever sobre o racismo, que é quase o mesmo que escrever sobre a estupidez humana. Bom, há tanto para dizer sobre a estupidez humana que o texto deve ser extenso, provavelmenteContinue a ler “Educação contra o racismo”

Porque não lêem os portugueses?

Saiu um estudo esta semana que revela que mais de 60% dos portugueses não leu um único livro em 2020. Eu diria que, se não leram em 2020, é porque simplesmente não lêem, seja qual for o ano, o que vai em linha com outro dado apresentado: apenas 34,8% dos portugueses compram livros e, emContinue a ler “Porque não lêem os portugueses?”

Bendito regresso às aulas

Esta semana celebra-se o regresso às aulas. Celebra-se, sim, de preferência com champagne e gritos de euforia. São milhares de pais por esse mundo fora que finalmente respiram, após os três meses das intermináveis férias de verão. É certo que haverá lágrimas de tristeza de alguns, nomeadamente daqueles que deixam os seus mais que tudoContinue a ler “Bendito regresso às aulas”

Debate sobre Literatura

No próximo Sábado, 17 de Abril, às 18.30h vou participar num debate sobre Literatura escrita por mulheres, promovido pelo núcleo He For She da Universidade de Lisboa. Para quem não sabe, o He For She é um movimento global criado pelas Nações Unidas para promover a igualdade de género, envolvendo activamente os homens. Com oContinue a ler “Debate sobre Literatura”

Ode aos pais no ensino à distância

Aos que estão em teletrabalho sem abébias, aos estão em trabalho flexível e aos que estão sem trabalho. Aos que estão na linha da frente, aos que estão na linha de trás e aos que já não sabem onde estão as linhas. Aos que tiveram de comprar mais um computador, aos que cederam o seuContinue a ler “Ode aos pais no ensino à distância”

Vamos falar de sexo?

(agora também pode ouvir esta crónica no Spotify) As mulheres portuguesas não falam o suficiente sobre sexo. Se calhar as outras também não, mas não tenho conhecimento de causa. Não falam com as mães, não falam com as filhas, não falam com as amigas, por vezes falam com os médicos, mas apenas se lhes perguntarem.Continue a ler “Vamos falar de sexo?”

As crianças precisam de ser crianças

Ontem o meu filho chorou com saudades dos amigos. Chorou compulsivamente. Disse-me que tem saudades até daqueles de quem não gosta. Sente inveja da irmã porque ela pode ir à escola e ele não e, por isso, assim que ela chega a casa, provoca discussões para poder descarregar nela as suas frustrações. Desinteressou-se de aprender.Continue a ler “As crianças precisam de ser crianças”